Bentos e Outros Invertebrados

Combater o coral-sol é possível? A remoção manual é eficiente?

A maior desculpa para não se combater o coral-sol e outros corais invasores se apegam no fato de que uma vez estressados estes corais liberam gametas na água ou como ocorre com os corais-azul e marrom se rompem em fragmentos que tem a capacidade de recolonizar outras áreas. Mas será que é melhor realmente não fazer nada em vez de correr o risco? Será que realmente esse risco existe?

APA da Baía de Todos os Santos

Mergulho para a remoção de coral-sol e medir a força necessária para remoção de colônias

No dia 15 de setembro de 2020 foram realizados mergulhos para a remoção de colônias de coral-sol (Tubastraea spp.), coleta de parcelas de organismos incrustantes em trechos com baixa, média e alta concentração do coral invasor (parcelas de 25cm x 25cm – Quadrat), além da realização de testes com a utilização de ferramenta experimental para a medição da força necessária para a remoção de colônias do bioinvasor nas estruturas artificiais da Marina Itaparica, Itaparica, Bahia.