A relação entre as formações recreativas de Divemaster e instrutor de mergulho, e a qualificação técnica do mergulhador científico

Outro dia, conversando com um empreendedor que estava contratando o serviço de mergulho científico para a execução do componente da ictiofauna de um Programa de Monitoramento da Biota Aquática quando ele me relatou que uma das empresas de consultoria que pleiteavam o contrato do serviço havia alegado ter os excelentes mergulhadores científicos uma vez que alguns dos seus mergulhadores eram inclusive formados como Divemaster.

Profissional de mergulho recreativo proporcinando a um não mergulhador uma experiência de mergulho (batismo) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Também já ouvi de mergulhadores que atuam como mergulhador científico que almejam evoluir como tecnicamente nesta área que pretendiam se qualificar até este nível no mergulho científico ou até mesmo ao nível de Instrutor de Mergulho Recrativo.

Instrutor de mergulho formando um novo mergulhador recreativo (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Bom, não tem nada de errado em querer ser Divemaster, pelo contrário, Divemasters e Instrutores de Mergulho Recreativo, para terem chegado até onde chegaram adquiriram bastante experiência, porém estas são formações focadas na condução e na instrução de mergulho recreativo elas são a evolução natural do mergulhador recreativo, reforçam as habilidades aprendidas nos cursos de mergulho básico (Open Water Diver ou equivalente), de mergulho avançado (Adavanced ou Adventure Diver ou equivalente) e de mergulhados de resgate (Rescue Diver ou equivalente) para aqueles que tem pretensão de trabalhar como profissionais de mergulho recreativo, porém esta formação não resolve as principais peculiaridades que tornam o mergulho científico diferente do mergulho recreativo.

As formações em Divemaster ou como Instrutor de Mergulho Recreativo por si só, além de não qualificarem, não ampliam as experiências e o conhecimento do mergulhador para a realização de procedimentos descompressivos, mergulhar constantemente nos limites do mergulho não recreativo em múltiplos mergulhos sucessivos cumprindo o mínimo o possível de intervalo de superfície, utilizar misturas gasosas, múltiplos cilindros, e o mais importante, realizar perfis de mergulho solo.

Um mergulhador habilitado como Divemaster ou como Instrutor de Mergulho Recreativo é sim um mergulhador experiente e altamente qualificado, porém se ele também não tiver uma formação que o habilite a realizar procedimentos descompressivos (o nome das especialidades que capacitam para estes procedimentos varia muito de certificadora para certificadora) e portanto ele não deve fazer mergulhos não recreativos e executar funções em profundidades maiores que 20m uma vez que abaixo desta profundidade os tempos de fundo até se atingir os limites não descompressivos são muito curtos e sem a qualificação para fazer este mergulho os riscos da atividade são bastante significativos, assim se torna arriscado fazer mais do que dois ou três mergulhos em um mesmo dia com intervalos de superfície (tempo decorrido entre um mergulho e outro).

O mergulhador recreativo é habilitado para ter no seu dupla de mergulho a sua segurança, a sua redundância em equipamentos, em gás … é função de ambos checar o equipamento um do outro e acompanhar o consumo de gás, um do outro, afinal o gás de um é a reserva do outro, os olhos de um são os olhos do outro … e no mergulho recreativo a função da atividade é a de contemplação, os mergulhadores não realizam outras atividades durante o mergulho … no mergulho científico, independente do motivo ao qual se destina o mergulho cada mergulhador dentro d´água tem uma função e uma atividade a desenvolver, atividade esta que requer a atenção do mergulhador então independente do número de mergulhadores que estão na água ao mesmo tempo, todos eles estão mergulhando sozinhos ou sem dupla e um profissional de mergulho recreativo, sem uma habilitação adequada em mergulho solo ou habilitado como mergulhador técnico não tem o treinamento adequado para realizar tal tipo de mergulho e ao realiza-lo esta correndo sérios riscos. Isso sem falar que a prática do mergulho solo ou técnico exige equipamentos e configurações a mais ou distintas do mergulho recreativo.

Mergulhador com equipamento na configuração sidemount e redundância necessária de equipamentos para a realização de um mergulho solo (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Alguns mergulhadores científicos na tentativa de suprir esta deficiência do mergulho recreativo criaram a função de supervisor de mergulho durante as operações de mergulho científico, porém este é um remendo, mesmo com um “supervisor” e por mais qualificado que este seja, se o mergulhador científico tem algum problema ou mesmo se o supervisor o tem, o risco da situação se complicar é alto.

São muitas as peculiaridades do mergulho científico e elas podem ser distintas para cada atividade, portanto para cada tipo de mergulho as exigências e necessidades de formação podem ser bem distintas. É importante solicitar que toda a equipe de mergulhadores apresente as suas habilitações e certificações e que estas estejam adequadas para os mergulhos que serão realizados.

Se você é um mergulhador científico e quer evoluir, se qualificar para fazer os seus mergulhos com mais segurança e coletar os seus dados com mais qualidade e precisão, converse com instrutores de mergulho técnico, expliquem as peculiaridades dos seus mergulhos e identifiquem as sua reais necessidades de formação, invista em você.

 

Dentre as habilitações e certificações considere pelo menos as seguintes especialidades:

Mergulhador Solo (ou equivalente): todo mergulho científico é inevitavelmente, independente do número de mergulhadores na água, independente da presença de um “supervisor” ou não, um mergulho solo.

Mergulhador científico fazendo censo de peixes recifais, identificando e contabilizando peixes que passam sobre o transecto, 1m para cada lado e 1m para frente e portanto sem a menor condição de prestar atenção em outro mergulhasdor, ou seja, fazendo um mergulho solo (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Mergulhador Nitrox e Nitrox Avançado: As operações de mergulho científico quase sempre implicam em mergulhar nos limites não descompressivos das tabelas de mergulho recreativo (limites que só devem ser alcançados em casos de emergência), em fazer múltiplos mergulhos em um único dia ou as vezes por dias seguidos e quase sempre realizando intervalos mínimos de superfície … essas situações favorecem a saturação de Nitrogênio nos tecidos e podem acarretar no desenvolvimento de Doença Descompressiva … o uso de misturas com maior percentual de Oxigênio reduz a saturação nos tecidos, aumenta o tempo de fundo e reduz o tempo necessário nos intervalos de superfície, porém e importante saber utilizar as misturas, definir qual percentual pode ser utilizado em cada profundidade, etc.

Cilindro com mistura Nitrox (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Procedimentos Descompressivos: Pelo mesmo motivo da sugestão para as qualificações em Nitrox, eventualmente um limite não descompressivo pode ser ultrapassado ou mesmo após sucessivos mergulhos pode ser necessário pagar descompressão. Muitos pensam que basta ter um computador e seguir o que determina o aparelho, porém o computador (que é essencial) não leva em conta que durante o mergulho o mergulhador não ficou apenas contemplando, que fez algumas atividades e portanto a absorção de Nitrogênio pode se dar de forma distinta, além do fato de que existem diversos algoritmos e configurações de segurança nos computadores e sem está devidamente habilitado para realizar procedimentos descompressivos, um mergulhador recreativo não só não está apto a fazer tal procedimento, como não estar apto mexer adequadamente em um computador de mergulho em situações que vão além de controlar o tempo de fundo e a profundidade nos mergulhos recreativos.

Mergulhadores em procedimento descompressivo (Foto: Roberto Amarante Costa Pinto)

Outras especialidades como Busca e Recuperação, Navegação Subaquática, Mergulhador Noturno (que também habilita o mergulhador a mergulhar sob visibilidade restrita), Mergulhador Profundo (a especialidade, ela vai além da formação do mergulhador avançado) e as certificações para mergulhos em ambientes com overhead ou com teto (como Mergulhador de Caverna, Penetração em Naufrágios, etc) são importantes para ampliar o conhecimento e a segurança dos mergulhos uma vez que colocam os mergulhadores em situações diferentes às habituais.

Mergulhadores realizando penetração em ambiente overhead, no caso em um naufrágio (Foto: Roberto Amarante Costa Pinto)

E por fim, fica como sugestão um curso de Sidemount Diving que habilita o mergulhador a realizar mergulhos com mais de um cilindro utilizando uma configuração limpa, com melhor controle de TRIM (equilíbrio hidrostático), melhor gestão de gases e maior controle do lift.

Mergulhador realizando vieotransecto em ambiente com visilidade limitada (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Ah, se qualificar como Divemaster e na sequência como Instrutor de Mergulho Recreativo também é uma boa opção, porém de forma complementar e não substitui uma formação adequada para as situações de mergulho que se pretende atuar.

About Rodrigo Maia-Nogueira

Mergulhador e apaixonado pelos oceanos desde a infância. Desde a década de 1990 está envolvido em ações e pesquisas relacionadas com a biota aquática, tendo sido coordenador de resgate do Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos (CRMA) do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e fundador do Centro de Pesquisa e Conservação dos Ecossistemas Aquáticos (Biota Aquática) e do EcoBioGeo Meio Ambiente & Mergulho Científico, e ao longo dos anos participou de projetos de pesquisa e de consultoria na ambiental em parceria com diversas instituições. Também atua como instrutor de mergulho SDI e PADI. Tem como objetivo, além de produzir informação de qualidade fomentar o reconhecimento e a qualificação dos mergulhadores científicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.