O Búzio-macumba

A Biota Aquática da baía de Todos os Santos e costa Atlântica de Salvador, Bahia

Búzio-macumba (Cyphoma macumba)

  • Classe: Gastropoda
  • Ordem: Littorinimorpha
  • Família: Ovulidae
Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

DESCRIÇÃO

A concha branca do Búzio-macumba que pode medir até 32.5mm é alongada com as extremidades abauladas apresentando uma crista transversal no dorso projetando-se sobre o lábio externo e protoconcha.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Plexaurella grandiflora) no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

o Búzio-macumba apresenta uma cabeça bem definida com olhos finos e alongados fundidos às extremidades dos tentáculos e bocas bem definidos.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Os tentáculos do Búzio-macumba possuem contornos longitudinais marcados por uma fina linha preta.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Plexaurella grandiflora) no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

O Búzio-macumba apresenta um pé comprido com sola estreita e sem subdivisões cuja borda dorsal apresenta-se ornamentada por linhas pretas sinuosas as margens do pé apresentam um contorno amarelo. O manto do Búzio-macumba é delgado e branco ornamentado com desenhos irregulares pretos e amarelos.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

O Búzio-macumba é muito parecido com o Búzio-impressão-digital (Cyphoma signatum), ambos possuem ocorrência no litoral Brasileiro, sendo o que apesar da área de distribuição do Búzio-impressão-digital sem bem maior mesmo no litoral brasileiro, é uma espécie mais comum no Caribe que no Brasil. A principal diferença entre as espécies é o padrão dos desenhos do manto são bem diferentes, sendo bem menos irregular no Búzio-impressão-digital.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Plexaurella grandiflora) no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

A classificação taxonômica do Búzio-macumba ainda não é bem resolvida, há quem afirme que se trata de uma sinonímia de do Búzio-língua-de-flamingo (Cyphoma gibbosum), porém o padrão dos desenhos do manto são completamente diferentes, enquanto que o Búzio-macumba apresenta desenhos irregulares pretos e amarelos o Búzio-lingua-de-flamingo apresenta o manto ornamentado com formas ovais amarelo escuro margeadas de preto.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Confira aqui uma foto do Búzio-língua-de-flamingo (Cyphoma gibbosum) e aqui uma foto do Búzio (Cyphoma signatum), ambas disponíveis no perfil do Flickr dos fotógrafos. Comparem depois com as fotos do Búzio-macumba (Cyphoma macumba) que ilustram esta postagem e vejam que são animais bem diferentes.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Plexaurella grandiflora) no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

BIOLOGIA

O Búzio-macumba tem preferencia por águas rasas com profundidade máxima de 10m, em locais geralmente de águas calmas e quentes, geralmente em recifes biogênicos.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

O Búzio-macumba é conhecido por predar algumas espécies de octocorais, tais como o Muriceopsis suphurea, a Plexaurella grandiflora e a gorgônia Phyllogorgia dilatata.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Plexaurella grandiflora) no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

DISTRIBUIÇÃO

O Búzio-macumba é uma espécie endêmica do litoral brasileiro, ocorrendo desde o Ceará até o Rio de Janeiro incluindo as ilhas do arquipélago dos Abrolhos e as ilhas oceânicas de Fernando de Noronha.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Não é uma espécie fácil de ser vista, é pequeno e discreto apesar da sua coloração exuberante e viva, mas em Salvador e na baía de Todos os Santos ocasionalmente, com um olhar bem atento, alguns exemplares podem ser vistos entre os Corais-mole (Neoespongodes atlanticus) no ponto de mergulho conhecido por “Corais da Boa Viagem” na praia da Boa Viagem, próximo à proa do naufrágio do Blackadder. Exemplares também foram observados no Costão Rochoso da Vitória, no mar do Yacht Clube da Bahia, na praia do Porto da Barra e no Parque Marinho da Barra.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Plexaurella grandiflora) no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Exemplares também foram registrados na laguna entre o recife das Pinaúnas e a praia de Conceição na ilha de Itaparica e nos recifes das Caramuanas, também na ilha de Itaparica.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

STATUS DE CONSERVAÇÃO

O Búzio-macumba não se encontra sob nenhuma categoria de ameaça.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Plexaurella grandiflora) no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Costuma ser coletado de forma clandestina com fins ornamentais, não só para a aquariofilia como por colecionadores de conchas uma vez que mesmo sem o animal dentro a concha apresenta uma beleza impar.

Um Búzio-macumba (Cyphoma macumba) predando um octocoral (Muriceopsis suphurea) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)
Please follow and like us:

Autor(es)

+ Artigos

Mergulhador e apaixonado pelos oceanos desde a infância.
Desde a década de 1990 está envolvido em ações e pesquisas relacionadas com a biota aquática, tendo sido coordenador de resgate do Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos (CRMA) do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e fundador do Centro de Pesquisa e Conservação dos Ecossistemas Aquáticos (Biota Aquática) e do EcoBioGeo Meio Ambiente & Mergulho Científico, e ao longo dos anos participou de projetos de pesquisa e de consultoria na ambiental em parceria com diversas instituições.
Também atua como instrutor de mergulho SDI e PADI.
Tem como objetivo, além de produzir informação de qualidade fomentar o reconhecimento e a qualificação dos mergulhadores científicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.