O Barrigudinho

A Biota Aquática da baía de Todos os Santos e costa Atlântica de Salvador, Bahia

Barrigudinho (Pempheres schomburgki)

  • Classe: Actinopterygii
  • Ordem: Perciformes
  • Família: Pempheridae
Barrigudinhos (Pempheres schomburgki) fotografados no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

DESCRIÇÃO

A principal característica do Barrigudinho é justamente o formato avantajado do seu ventre por conta da altura do corpo nesta região afinando em direção ao pedúnculo caudal.  O corpo que pode medir até 15 cm de comprimento é achatado e a sua coloração é amarelo-bronze ou dourado, sendo que nos filhotes a sua coloração é prateada quase transparente. Uma das características que distinguem esta espécie de outras parecidas é uma linha escura na base da sua longa nadadeira anal. A boca do Barrigudinho é oblíqua

Filhotes de Barrigudinhos (Pempheres schomburgki) fotografados no Porto da Barra (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

BIOLOGIA

Espécie de hábitos noturnos, o Barrigudinho passa o dia entocado em grandes cardumes, eventualmente se aventurando para fora, porém sem se distanciar da sua toca. Costuma ser indiferente à presença do mergulhador.

A dieta do Barrigudinho é essencialmente plactivora, tendo preferencia por larvas de invertebrados.

Barrigudinhos (Pempheres schomburgki) fotografados no Yacht Clube da Bahia (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

DISTRIBUIÇÃO

O Barrigudinho ocorre no Atlântico Ocidental, das Bahamas à Santa Catarina, incluindo as ilhas oceânicas brasileiras.

Na costa de Salvador e baía de Todos os santos pode ser encontrada em diversos pontos, em especial nas caldeiras dos naufrágios do Parque Marinho da Barra e em locas no Porto da Barra, além do Marco Polo, Yacht Clibe da Bahia, Piers da Vitória e muitos outros.

Barrigudinhos (Pempheres schomburgki) fotografados no sítio dos Naufrágios do Germânia e Bretagne (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

STATUS E CONSERVAÇÃO

O Barrigudinho não consta em nenhuma categoria de ameaça.

O Barrigudinho não possui valor comercial apesar de ocasionalmente ser encontrado em lojas de peixes ornamentais.

Barrigudinhos (Pempheres schomburgki) fotografados no Parque Marinho da Barra (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)
Please follow and like us:

Autor(es)

+ Artigos

Mergulhador e apaixonado pelos oceanos desde a infância.
Desde a década de 1990 está envolvido em ações e pesquisas relacionadas com a biota aquática, tendo sido coordenador de resgate do Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos (CRMA) do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e fundador do Centro de Pesquisa e Conservação dos Ecossistemas Aquáticos (Biota Aquática) e do EcoBioGeo Meio Ambiente & Mergulho Científico, e ao longo dos anos participou de projetos de pesquisa e de consultoria na ambiental em parceria com diversas instituições.
Também atua como instrutor de mergulho SDI e PADI.
Tem como objetivo, além de produzir informação de qualidade fomentar o reconhecimento e a qualificação dos mergulhadores científicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.