O óleo continua a aparecer nas praias da Bahia : O óleo hoje nas praias de Salvador

Na manhã de hoje (16 de outubro de 2019) Salvador amanheceu com manchas de óleo em pelo menos quatro praias, na praia da Amaralina, na praia da Pituba, no trecho de praia entre o Jardim dos Namorados e a Pituba e na praia do Jardim de Alah.

Grandes manchas de óleo na praia da Pituba (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

A praia da Pituba é a que recebeu maior concentração de óleo que se espalhou por aproximadamente 650m de praia, tendo o trecho em frente à rua Maranhão como o que apresentou as maiores manchas, algumas com mais de 3m de diâmetro, e portanto a que chamou mais atenção atraindo populares e a mídia.

Óleo registrado sobre um dos recifes rochosos na praia da Pituba (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Tanto a areia quanto as poças e recifes rochosos da praia da Pituba estavam repletos de óleo, segundo a Limpurb foram recolhidos 15 toneladas de óleo somente nesta praia.

Fragmentos de óleo registrados em uma poça de maré na praia da Pituba (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

O grande destaque foi a ação da Limpurb que chegou com uma equipe bem organizada e equipada onde cada um parecia saber exatamente o que fazer e como fazer e logo amontoaram o óleo em grandes porções que foram recolhidas em big bags e levados para os caminhões que aguardavam na pista. Em poucas horas e correndo contra o tempo para evitar a chegada da maré cheia a praia foi limpa.

Atuação da Limpurb na lipeza do óleo na praia da Pituba (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Se você souber de alguma praia suja não deixe de comunicar ao INEMA 0800 071 14 00.

Manchas de óleo na praia da Pituba (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Tome cuidado, evite de todas as formas o contato com o óleo!!! Em praias contaminadas evite o banho de mar até que os órgãos competentes anunciem que o banho está seguro.

Manchas de óleo na praia da Pituba (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)
Manchas de óleo sendo retiradas pela Limpurb na praia da Pituba (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

.

About Rodrigo Maia-Nogueira

Mergulhador e apaixonado pelos oceanos desde a infância. Desde a década de 1990 está envolvido em ações e pesquisas relacionadas com a biota aquática, tendo sido coordenador de resgate do Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos (CRMA) do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e fundador do Centro de Pesquisa e Conservação dos Ecossistemas Aquáticos (Biota Aquática) e do EcoBioGeo Meio Ambiente & Mergulho Científico, e ao longo dos anos participou de projetos de pesquisa e de consultoria na ambiental em parceria com diversas instituições. Também atua como instrutor de mergulho SDI e PADI. Tem como objetivo, além de produzir informação de qualidade fomentar o reconhecimento e a qualificação dos mergulhadores científicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.