Os Tunicados

A Biota Aquática da baía de Todos os Santos e costa Atlântica de Salvador, Bahia

TAXONOMIA DO GRUPO

  • Filo: Chordata
  • Subfilo: Tunicata / Urochordata
  • Classe: Ascidiacea

CURIOSIDADES SOBRE O GRUPO

Os tunicados são animais que na fase adulta apresentam hábitos bentônicos sésseis e que na fase larval que dura apenas algumas horas possuem notocorda, cauda e são livre natantes. Ocorrem tanto em águas rasas como profundas, com registros até 200m de profundidade.

Na baía de Todos os Santos e costa Atlântica de Salvador temos representantes solitários (Ordem Phlebobranchia) e coloniais (Ordem Aplousobranchia).

Em geral chamamos estes animais de ascídias, são animais filtradores, assim como as esponjas, animais com os quais as ascídias costumam ser confundidas.

A alimentação das ascídias se dá através da circulação de grandes columes de água em seus sifões onde ficam retidos pequenos organismos, como as bactérias, que compõem a sua dieta.

No Brasil, em especial no nordeste do país, estes animais ainda são pouco estudados.

As ascídias são consideradas indicadoras da qualidade ambiental uma vez que algumas das espécies costumam não tolerar a poluição ou a eutrofização, outras tem nestas situações as melhores condições para a sua sobrevivência.

As ascídias também possuem um potencial de dispersão e de bioinvasão considerado alto uma vez que são facilmente transportadas nos cascos dos navios. Em alguns locais as ascídias invasoras tem causado problemas aos cultivos de bivalves provocando prejuízos econômicos consideráveis.

ASCIDIAS SOLITARIAS

TAXONOMIA

  • Ordem: Phlebobranchia
  • Família: Ascidiidae
  • Espécie: Phallusia nigra

CURIOSIDADES

A ascídia negra (Phallusia nigra) é uma das espécies de ascídia solitária comuns nos pontos de mergulho da baía de Todos os Santos e costa Atlântica de Salvador, em especial nas praias do Parque Marinho da Barra.

Ascídia negra (Phallusia nigra) fotografada no naufrágio do Blackadder (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

ASCIDIAS COLONIAIS

TAXONOMIA

  • Ordem: Aplousobranchia
  • Família: Polycitoridae
  • Gênero: Eudistoma spp.

CURIOSIDADES

A ascídias coloniais do gênero Eudistoma spp. estão entra as ascídias coloniais mais comuns na baía de Todos os Santos e costa Atlântica de Salvador, ocorrendo em diversos pontos de mergulho, em especial mas não exclusivamente nos naufrágios e nas praias do Parque Marinho da Barra.

Ascídia colonial (Eudistoma vannamei) (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Ascídia colonial (Eudistoma sp.) fotografada no naufrágio do Blackadder (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)
Ascídia colonial (Eudistoma sp.) fotografada no naufrágio do Blackadder (Foto: Rodrigo Maia-Nogueira)

Acesse a versão em PDF desta página AQUI !

Please follow and like us:

Autor(es)

+ Artigos

Mergulhador e apaixonado pelos oceanos desde a infância.
Desde a década de 1990 está envolvido em ações e pesquisas relacionadas com a biota aquática, tendo sido coordenador de resgate do Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos (CRMA) do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e fundador do Centro de Pesquisa e Conservação dos Ecossistemas Aquáticos (Biota Aquática) e do EcoBioGeo Meio Ambiente & Mergulho Científico, e ao longo dos anos participou de projetos de pesquisa e de consultoria na ambiental em parceria com diversas instituições.
Também atua como instrutor de mergulho SDI e PADI.
Tem como objetivo, além de produzir informação de qualidade fomentar o reconhecimento e a qualificação dos mergulhadores científicos.

One thought on “Os Tunicados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.